Notícias

Sem luzes, turistas decepcionados

A iluminação da árvore de Natal da Avenida Beira-Mar Norte, em Florianópolis, seguirá comprometida nos próximos dias enquanto não houver nova decisão judicial no impasse que envolve a liberação de recursos pela prefeitura à empresa responsável pela operação. No fim de semana, a principal decoração natalina da Capital ficou a maior parte do tempo desligada, decepcionando turistas.

O advogado da empresa PalcoSul, Alisson Murilo Matos, disse no final da tarde de ontem que o funcionamento da árvore está comprometido por falta de recursos. Dos R$ 3,7 milhões firmados no contrato, apenas a primeira parcela, no valor de R$ 540 mil, foi repassada. Alisson revelou que o custo de operação diária é elevado, mas não informou a quantia necessária.

O advogado informou que a empresa aguarda o pagamento da segunda parcela no valor de R$ 1,580 milhão. A parcela está vencida, por isso o advogado entende que a prefeitura pode pagar, mesmo com a decisão judicial que cancelou o contrator. A prefeitura garante que não fez o segundo pagamento por ordem do Tribunal de Justiça. Na avaliação do advogado, o TJ proibiu apenas os pagamentos futuros e não as parcelas já vencidas.

– Nós lamentamos muito a politização que foi feita e não temos mais o que fazer – disse o secretário de Turismo, Mário Cavallazzi, criticando o pedido de suspensão do contrato.

A PalcoSul contava com julgamento, no final de semana, do recurso em que pede o pagamento do valor pendente. A suspensão dos pagamentos à empresa atendeu a duas ações na Justiça, movidas pelo Ministério Público e pelo vereador João Amin (PP). As ação alegam superfaturamento no contrato e Amin a dispensa de licitação.

A árvore ficou desligada na sexta-feira, foi religada no sábado, mas apenas por cerca de três horas. Ontem, até as 22h permanecia desligada. Conforme o secretário de Turismo, o prefeito Dário Berger (PMDB) concederá uma coletiva hoje para confirmar ou não a programação de shows previstos no local.

Decoração apagada frustra visitantes
Guilherme Veronese e Bianca Hennes vieram a Florianópolis ontem para conhecer a árvore. O casal de Itapema trouxe os dois filhos, um menino de seis anos e outro de quatro, para ver a decoração, mas a árvore estava apagada.

– Estamos frustrados porque está tudo desligado – lamentou Bianca.

O mesmo aconteceu com uma família de Joinville. Manuel dos Santos disse que estava curioso para conhecer a árvore e esperou até as 20h, quando tirou uma foto com a iluminação apagada e foi embora.

Manchete

ClicRBS
http://www.clicrbs.com.br/diariocatarinense/jsp/default2.jsp?uf=2&local=18&source=a2755312.xml&template=3898.dwt&edition=13765§ion=213


Postado

21.dezembro | 2009


Imprimir


Compartilhar


Filiar-se

Newsletter

(48) 99944.0103 (WhatsApp)
(48) 3234.2844 e 3234.5216 (Max & Flora)
(48) 3721.9425 e 3234.3187 (Campus Trindade)
(47) 99925-1735 (Joinville)
(49) 3241.4181 (Curitibanos)
(48) 3524.0228 (Araranguá)
(47) 3234.1866 (Blumenau)

 

© APUFSC Sindical

Designed & Created by: Hupx Tecnologia Powered by: Dynamicweb